Filipe e o Eunuco

 
Autoria do Reverendo Romeu Maluhy, pastor da Igreja Presbiteriana

Publicação autorizada pelo Presbítero Romeu Maluhy Junior, pastor e epíscopo

Agradecimentos de Universal Assembléia da Santa Aliança Cristã

Presbítero Jailson Pereira, apóstolo e epíscopo

 

3 – FILIPE E O EUNUCO

Atos 8:26-40

 
 
            Dos sete que foram escolhidos para servir às mesas (Atos 6:5), um foi martirizado logo, e outro transformado em evangelista. Também a necessidade do serviço às mesas desapareceu, com a dispersão da igreja (Atos 8:1).

            Agora vemos Filipe chamado pelo Senhor a deixar um centro movimentado, onde está experimentando grandes bênçãos, para ir a um lugar deserto, a fim de

evangelizar um único homem.

            No eunuco vemos:

a)     um homem que não está satisfeito apesar de gozar posição, poder e posses;

b)     um pesquisador, diligente, humilde, capaz de aprender e,

c)      um homem convertido, crente, confessando, regozijando-se.

           Podemos pensar que este etíope, vindo da Abissínia, era de descendência Israelita, e que fizera a peregrinação a Jerusalém a fim de satisfazer os seus anseios espirituais.

            Chegou tarde para ver Cristo na carne, mas não para ouvir o Evangelho.

            Notemos que Filipe era homem obediente, atento, submisso ao Espírito Santo, cortês, instruído na Palavra.

            No versículo 33 apalavra para “vida” é Zoe, não psuche –

             Psuche – vida animal

Grego   Bios – vida material, bens, etc.

             Zoe – geralmente vida abundante, espiritual

            e assim entendemos que a “vida tirada da terra” não se refere à vida física de Jesus,m mas àquela vida espiritual em comunhão com o Pai, que fora manifestada aos discípulos (I João 1:2).

            Notemos que o versículo 37 não se encontra em muitos manuscritos, nem na V.B.  Contudo, o versículo não apresenta nenhum pensamento errôneo.

            A palavra “eunuco” geralmente significa “homem castrado”, mas pode ter também o simples sentido de oficial do palácio real.

 

A CONVERSÃO DO EUNUCO – Atos 8:26-40

            Não há narrativa de conversão mais cativante do que esta do eunuco, o mordomo-mor, secretário da tesouraria de Candace, rainha dos etíopes.

Como se diz acerca dos ricos, é igualmente a verdade acerca dos altos funcionários do governo. “É difícil a entrada de um estadista no reino de Deus” (vede Mateus 19:23).

 

VERSÍCULO 26

 

O ANJO DO SENHOR FALOU A FILIPE

            Os anjos continuam seu glorioso ministério em favor dos herdeiros da salvação (leia Hebreus 1:14; Atos 5:19; 10:3; 12:10; 23:8).

Ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza – Gaza era uma das cinco capitais dos filisteus, na estrada principal de Mesopotâmia  ao Egito.

QUE ESTÁ DESERTA –  Deus usava Filipe para promover um vibrante avivamento em Samaria. Enormes multidões afluíam para ouvir a mensagem do Evangelho. Os espíritos imundos saíam dos endemoninhados, clamando em alta voz. Os paralíticos e coxos eram curados. Batizavam-se tanto homens como mulheres. Mas certo dia, no meio dessa abundante colheita de almas, um anjo do Senhor mandou que Filipe fosse a um lugar deserto.

 

VERSÍCULO 27

 

LEVANTOU-SE, E FOI – Filipe, sem vacilar, obedeceu, deixando o glorioso avivamento e fazendo a viagem de cerca de 90  quilômetros. Como Abraão, “sendo chamado, obedeceu…e saiu, sem saber para onde ia” (Hebreus 11:8). Quando Cristo fica impedido na Sua obra de salvar os perdidos, é porque um “Filipe” não quer ir, e desobedece.

            Observemos, contudo, como Filipe,  ao obedecer à ordem de abandonar o avivamento e partir para um lugar deserto, foi em companhia de anjos (versículo 29). E cheio do Espírito Santo, não podia andar triste. Deus cuidou tão bem dele como quando ministrava na cidade. Não foi honrado tanto em Jerusalém, nem em Samaria, sendo convidado a subir e andar com um alto oficial do governo no seu carro.

            Quando o profeta Elias foi enviado para o deserto, no tempo da seca, o Senhor mandou corvos alimentá-lo. Quando Israel andou no deserto quarenta anos, Deus mandou o maná. Quando a multidão seguiu a Cristo para o deserto, Ele a alimentou. Até mesmo o Mestre, impelido para a tentação no deserto, foi servido pelos anjos. O crente no deserto, dirigido, lá, por Deus, será certamente sustentado pela provisão divina.

EIS QUE UM HOMEM ETÍOPE…O nome “etíope”, encontra-se no Novo Testamento somente neste versículo. Menciona-se o país quarenta vezes no Antigo Testamento. Em Gênesis 2:13 refere-se à região perto do rio Eufrates, na Ásia. Nas outras passagens refere-se a um território grande ao sul do Egito, agora chamado o Sudão. A palavra “Etiópia” quer dizer, “rosto torrado”, isto é, pelo sol.

            Os etíopes eram morenos, mas não negros. A gloriosa profecia acerca de a Etiópia estender para Deus as suas mãos (Salmo 68:31), tinha cumprimento parcial na salvação do eunuco etíope.

            A Etiópia não foi representada entre os povos que assistiam ao grande culto de evangelização no dia de Pentecoste, mas Deus não Se esqueceu dela, enviando Filipe com o Evangelho para o eunuco.

            O Senhor Jesus, , trabalhando no céu, por meio do Espírito Santo na Terra, viu a Etiópia implorando com as mãos estendidas. Sim, foi Ele que mandou o evangelista ao eunuco para que esse, ao seu turno, levasse a Mensagem  para seu povo. “Ó profundidade das riquezas, da sabedoria e da ciência de Deus”. É evidente que a profecia acerca de estender a Etiópia para Deus suas mãos, ainda vai ter pleno cumprimento. (leia Salmo 87:4).

EUNUCO – Foi vedada aos eunucos entrada na consagração do Senhor, Deuteronômio 23:1. E o eunuco etíope estava sob a maldição de Deus, Gênesis 9:25. Contudo, foi a tal homem que o Senhor enviou Seu servo, Filipe (leia Mateus 28:19; Romanos 1:16; II Pedro 3:9; Apocalipse 7:9).

Mordomo-Mor de Candace, Rainha …”Candace” era um título, como o título “Faraó”. Todas as rainhas dessa dinastia chamavam-se Candace e reinavam em Meroé, no rio Nilo.

TInha ido a Jerusalém para adoração – Não sabemos se este eunuco era um judeu, honrado no estrangeiro como Daniel em Babilônia, ou se era um prosélito do judaísmo. Regressava e, assentado no seu carro, lia o profeta Isaías (versículo 28): O eunuco fizera a longa e árdua viagem da Etiópia a Jerusalém “para adoração”. Mas voltava sem a sua alma ficar saciada.  Ora à Cidade Santa, desejando beber da água viva, mas ainda estava com sede. Fora lá com fome pelo pão da vida, mas voltava com fome. Assim, assentado no seu carro, regressando para seu país, lia sua Bíblia, buscando paz para seu coração.

            O eunuco era um dos poucos homens que tinha os recursos suficientes para adquirir um exemplar das Escrituras. Antes da invenção da imprensa (prelo), os judeus guardavam os livros sagrados nas sinagogas. O preço de um exemplar era mais do que o salário de um trabalhador por um ano inteiro. A única Bíblia que a grande maioria do povo possuía era apenas a parte das Escrituras que decoraram e levaram no seu próprio coração (Salmo 119:11). Assim o eunuco era um homem muito fora do comum, pois levava a Palavra de Deus consigo para a África.

            Estranho que pareça, alguns religiosos baseiam seus argumentos, para condenar o livre exame das Escrituras, sobre o caso de Filipe e o eunuco. Alegam que Filipe não queria que o eunuco lesse as Escrituras, porque não compreendia o que lia. Ao contrário, é evidente que o  eunuco fez bem em ler as Escrituras. Viajava mais de1.500 quilômetros da Etiópia a Jerusalém para satisfazer sua fome espiritual. Lá não encontrou paz para a sua alma no formalismo do judaísmo.

Foi bom que recorresse às Escrituras. Foi o primeiro passo para receber a Mensagem. É exemplo vibrante das bênçãos que vêm aos que levam um exemplar das Escrituras ou um Testamento de algibeira, nas suas viagens.

 

VERSÍCULO 29

 

DISSE O ESPÍRITO A FILIPE: CHEGA-TE, E AJUNTA-TE A ESTE CARRO.

            Foi então que o ganhador de almas sabia porque o Espírito Santo Lhe enviava ao deserto. Rica e abençoada é a vida do crente que não somente olha para cima todos os dias, pedindo a direção do Espírito, mas que guarda o coração e os ouvidos sempre abertos durante o dia inteiro para ouvir e obedecer à essa voz (leia Romanos 8:14).

 

VERSÍCULO 30

 

E, CORRENDO FILIPE… Filipe não corria atrás desse homem rico e eminente para receber algo dele, mas para transmitir-lhe a maior dádiva de todas. O carro passava, Filipe não queria perder a oportunidade e correu com grande gozo para ganhar uma alma.

 

VERSÍCULO 31

 

COMO PODEREI ENTENDER, SE ALGUÉM NÃO ME ENSINAR?

            O eunuco era homem inteligente e talentoso. Mas ao confessar sua ignorância é que descobre sua verdadeira sabedoria. Os que sabem todo são os ignorantes sem esperança (compare a atitude do inteligente Apolo – Atos 18:24-26).

 

VERSÍCULO 32

 

NÃO ABRIU A SUA BOCA –Comparar Mateus 26:62,63; 27:12; Marcos 15:5;

                                              Lucas 23:9; João 19:9.

 

VERSÍCULOS 32-33

 

“A Escritura que lia…A citação indica que o eunuco lia a tradução grega, conhecida como a Septuaginta, isto é, a “Versão dos Setenta, feita de 280 a 130 a.C. Assim, há uma variação nas palavras entre o que o eunuco lia e o que encontramos em nossas Bíblias, em Isaías 53:7,8; traduzido do hebraico.

 

VERSÍCULO 34

 

ROGO-TE, D E QUEM DIZ ISTO O PROFETA? – O eunuco, apesar de inteligente, estava perplexo quanto ao verdadeiro sentido do capítulo 53 de Isaías. Depois de considerar a passagem atentamente não chegara a uma conclusão certa. Alguns mestres ensinam que Isaías falava de si mesmo. Apesar de Isaías ser um fiel servo de Deus e talvez sofrer martírios, era também um rico, de posição e inteiramente diferente do humilde sofredor de Isaías 53. Outros ensinam que a passagem se refere a Jeremias, que certamente sofreu mais que os demais profetas, Contudo Jeremias abriu a boca várias vezes para lamentar a sua sorte, sendo aprovado pelo Senhor (Jeremias 12:5; 20:14-18). Os rabinos atuais ensinam que o sofredor é o povo judeu, e que apesar de não mais ter o Templo em Jerusalém, Deus os aceita por meio de seus próprios sofrimentos.

Mas a passagem fala de um homem sem pecado e que sofreu, não por si mesmo, nem por causa de si mesmo, mas como substituto por outros.

Se a mente natural acha tanta dificuldade em entender a passagem, não é de admirar que o eunuco africano ficasse perplexo. Contudo o eunuco tinha algumas qualificações no seu favor que muitas pessoas, procurando uma explicação humana não têm. Ele aceitava instrução, confessava sua ignorância e queria saber.

 

VERSÍCULO 35

 

COMEÇANDO NESTA ESCRITURA, LHE ANUNCIOU A JESUS

 

            Filipe nos serve de verdadeiro exemplo em ganhar almas para Cristo. A primeira qualificação para ganhar almas para Cristo é a de conservar os ouvidos abertos para ouvir, como Filipe, a voz do Espírito Santo (versículo 29). A segunda qualificação é saber manejar bem a Palavra (II Timóteo 2:15), coo9 Filipe fez.

Conhecia as Escrituras. Usava as Escrituras para conduzir almas par a salvação. Pregava as Escrituras em vez de discutir.

            Quando perguntaram a certo eminente pregador o que faria se o perdido não aceitasse as Escrituras como autoridade divina, se deixaria de citá-las, o pregador respondeu: “Se eu tivesse uma espada de dois gumes, e feita do melhor aço, não a embainharia somente porque o adversário não acreditava que cortava”.

            Se na leitura de um capítulo, não encontramos Cristo, convém-nos lê-lo de novo, porque certamente lá está. Jesus foi a chave necessária para o eunuco entender a Escritura que lia. Jesus é a chave que abre para nós as Escrituras (compare Lucas 24:27,44).

 

VERSÍCULO 36

 

            EIS AQUI A ÁGUA – O viajante na estrada em que Filipe e o eunuco andavam tem de atravessar o ribeiro de Elá, o qual Davi atravessou para o encontro com Golias. Não sabemos se o batismo do eunuco foi efetuado em num poço desse ribeiro ou se foi em outro ribeiro mais adiante, agora chamado Wady el  Hasy.

QUE IMPEDE QUE EU SEJA BATIZADO?  – Quando o pregador prega “Jesus”, o ouvinte quer deixar a sua religião e sua vida velha. E como o eunuco, pede o batismo nas águas como sinal exterior do que acontecera no íntimo.

 

VERSÍCULO 39

 

O ESPÍRITO SANTO ARREBATOU A FILIPE – Compare:I Reis 18:12; II Reis 2:16

            Ezequiel 3:12-14.

            Encontra-se a mesma palavra “arrebatar” em II Coríntios 12:1-4 e em I Tessalonicenses 4:17. Paulo não sabia se foi arrebatado no corpo ou fora do corpo. Mas Filipe sabia que ele foi arrebatado no corpo (versículo 40).

 

 

EBENÉZER !!!!!