A VOZ DO SILÊNCIO

Possivelmente você já viveu situações, enfrentou lutas (quem sabe está vivendo alguma delas hoje…) que o levaram a sentir-se como o rei Saul quando enfrentou os filisteus, conforme I Samuel 28:15, muito angustiado e com o sentimento temível de que Deus se desviara dele e não mais o respondia.

Leia mais

A CAMINHADA DE JESUS EM DIREÇÃO AO SER HUMANO

Leitura Bíblica: João 14:1 a 31

 

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus,
crede também em mim” (v.1)

 

Deus veio a este mundo encarnado em Jesus Cristo para nos resgatar e redimir; pagou um alto preço. Revelou-nos o propósito de Deus: a Redenção do homem, e da própria natureza. Em Cristo, surge um homem novo, para viver uma nova vida, cantar uma nova canção, como está escrito em II Coríntios 5:17:

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”

Leia mais

As Quatro Primeiras Cartas

CAPÍTULO 2:1- 29

 

AS QUATRO PRIMEIRAS CARTAS:

 

 

Primeira Carta (2:1-7).

 

ÉFESO – Termo que significa “desejado”, ou seja, a Igreja como objeto do amor de Cristo. Corresponde à Igreja no fim da idade apostólica, quando o primeiro amor começou a arrefecer, motivado pelos sofrimentos e provas feitas contra os maus obreiros, que já começavam a aparecer.

ÉFESO – Cidade da Lídia, na costa ocidental da Ásia Menor, na embocadura do rio CAISTER. Nela se encontrava o templo da famosa DIANA, que os gregos identificavam como a deusa ARTHEMIS.

Quando Paulo fez a sua viagem a Jerusalém, já no fim de sua segunda viagem missionária, foi ligeiramente a Èfeso, pregou na sinagoga e deixou Áquila e Priscila naquela cidade, para continuarem a evangelização (Atos 18:19,21). Quando fez a terceira viagem trabalhou ali, pelo menos dois anos e três meses, e só saiu da cidade por causa do tumulto levantado por Demétrio, fabricante de nichos de Diana, que se viu prejudicado na sua indústria de ourivesaria pela pregação de Paulo (Atos 19:1-41; ler I Coríntios 15:22; 16:8; II Timóteo 1:18) [Dicionário J. D. Davis].

Leia mais

Apocalipse – Revelação de Deus

CAPÍTULO 1:1- 8

 

APOCALIPSE – REVELAÇÃO DE DEUS

ENSINOS

 

  

 

“Revelação de Jesus” quer dizer Cristo revelando-se ou fazendo algo para nossa instrução: “para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo. Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na ver elação de Jesus Cristo” (I Pedro 1:7,13). O segredo do Senhor é para os que O temem “A ti, SENHOR, elevo a minha alma. Deus meu, em ti confio, não seja eu envergonhado, nem exultem sobre mim os meus inimigos” (Salmo 25:1); “Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelado aos pequeninos”; “Então se aproximaram os discípulos e lhe perguntaram: Por que lhes falas por parábolas? Ao que respondeu: Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhes é concedido. Pois aos que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; por que vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem, nem entendem” (Mateus 11:25; 13:10-13); “Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus” (Mateus 16:17).

Leia mais

AS QUATRO PRIMEIRAS CARTAS

CAPÍTULO 2:1- 29

 

AS QUATRO PRIMEIRAS CARTAS:

 

 

 

 

 

 

 

 

Primeira Carta (2:1-7).

 

ÉFESO – Termo que significa “desejado”, ou seja, a Igreja como objeto do amor de Cristo. Corresponde à Igreja no fim da idade apostólica, quando o primeiro amor começou a arrefecer, motivado pelos sofrimentos e provas feitas contra os maus obreiros, que já começavam a aparecer.

ÉFESO – Cidade da Lídia, na costa ocidental da Ásia Menor, na embocadura do rio CAISTER. Nela se encontrava o templo da famosa DIANA, que os gregos identificavam como a deusa ARTHEMIS.

Quando Paulo fez a sua viagem a Jerusalém, já no fim de sua segunda viagem missionária, foi ligeiramente a Èfeso, pregou na sinagoga e deixou Áquila e Priscila naquela cidade, para continuarem a evangelização (Atos 18:19,21). Quando fez a terceira viagem trabalhou ali, pelo menos dois anos e três meses, e só saiu da cidade por causa do tumulto levantado por Demétrio, fabricante de nichos de Diana, que se viu prejudicado na sua indústria de ourivesaria pela pregação de Paulo (Atos 19:1-41; ler I Coríntios 15:22; 16:8; II Timóteo 1:18) [Dicionário J. D. Davis].

Leia mais

APOCALIPSE – REVELAÇÃO DE DEUS

 

CAPÍTULO 1:1- 8

 

APOCALIPSE – REVELAÇÃO DE DEUS

ENSINOS

 

 

“Revelação de Jesus” quer dizer Cristo revelando-se ou fazendo algo para nossa instrução: “para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo. Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na ver elação de Jesus Cristo” (I Pedro 1:7,13). O segredo do Senhor é para os que O temem “A ti, SENHOR, elevo a minha alma. Deus meu, em ti confio, não seja eu envergonhado, nem exultem sobre mim os meus inimigos” (Salmo 25:1); “Por aquele tempo, exclamou Jesus: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelado aos pequeninos”; “Então se aproximaram os discípulos e lhe perguntaram: Por que lhes falas por parábolas?  Ao que respondeu: Porque a vós outros é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas àqueles não lhes é concedido. Pois aos que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; por que vendo, não vêem; e, ouvindo, não ouvem, nem entendem” (Mateus 11:25; 13:10-13); “Então, Jesus lhe afirmou: Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus” (Mateus 16:17).

Leia mais

Bíblia de Estudo de Genebra – JÓ

 

ESBOÇO

 

I – PRÓLOGO  (1:1 – 2:13)

 

A – JÓ, ABENÇOADO E IRREPREENSÍVEL  (1:1-5)

 

B –  JÓ É TESTADO – (1:6 – 2:13)

 

1 – Satanás acusa Jó (1:6 – 12)

 

2 –  A fidelidade de Jó apesar da tragédia (1:13-22)

Leia mais

É HORA DE PARAR DE MURMURAR E COMEÇAR A ORAR

  

Leitura Bíblica: Filipenses 2:12 a 18

 

 

“Fazei tudo sem murmurações nem contendas” – Filipenses 2: 14

 

É chegada a hora de cessarem as murmurações. É notável o que encontramos no Dicionário online: “Murmuração é conversação mordaz e ofensiva; é detração; é maledicência”. Falar mal dos outros é um péssimo defeito. Se você não tem nada de bom para falar sobre uma pessoa, fique calado; e se a língua continuar coçando, morda a própria língua; melhor ainda, começa a orar pela pessoa que você gostaria de detratar. O ato de murmurar nos remete do substantivo feminino para o verbo: Murmurar é verbo transitivo e verbo intransitivo, neste caso significa: “Produzir som surdo e prolongado. Falar baixinho, de forma inaudível” É o que os jovens chamam de resmungar. Já como verbo transitivo: “Pronunciar-se em voz baixa, contar um segredo ou criticar a alguém pelas costas” aqui entre nós é melhor parar de murmurar e começar a orar. Quem está em oração por um irmão ou irmã não tem como murmurar; e quem está trabalhando na Igreja, envolvido na obra do Senhor, não tem tempo para criticar.

Analisemos o texto da Epistola de hoje, Filipenses 2:12-18

Leia mais

A ORAÇÃO FORTALECE OS LAÇOS DE COMUNHÃO

Leitura Bíblica: I Tessalonicenses 5:12-22

“Abstendo-vos de toda forma de mal” (VS. 22)

 

Precisamos ser praticantes da Palavra de Deus para sermos éticos em nossos relacionamentos; para fazermos aos outros o que queremos que eles nos façam.

I – CONHECENDO A PALAVRA PARA PRATICÁ-LA

A leitura da primeira Epístola aos Tessalonicenses 5:12 a22, encerra diversos preceitos práticos sobre como a Igreja deve tratar os seus líderes, os que entre nós trabalham e os que nos presidem seja em que nível ou área for: “Que os tenhais com amor e máxima consideração, por causa do trabalho que realizam”

Leia mais

PECADO

 

O HOMEM EM SEU ESTADO ORIGINAL

 

O pecado não começou com o homem: algum tempo se passou antes que o homem começasse a pecar. Deus não gerou o homem, portanto, não era filho gerado de Deus. Mas Deus fez o homem e este é, portanto, criatura Sua.

Ele foi feito à imagem e semelhança de Deus e dotado de razão e de livre arbítrio; foi constituído em uma trindade e tornado imortal em alma e espírito.

Mas, ainda que feito à imagem de Deus, contudo ele foi feito de materiais terrenos e, assim, não possui a natureza ou o caráter de Deus. Deus lhe deu vida, mas não a Sua própria Vida. A própria Vida de Deus não foi acessível ao homem antes da vinda de Jesus. Ele foi o homem de Deus, vivendo na terra de Deus e comendo os frutos do jardim de Deus, possuidor de uma inapreciável liberdade, a saber, o livre arbítrio. Gênesis 1:26-29 “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa própria imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam sobre a terra. Criou Deus, pois, o homem à Sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”

Leia mais